Geral

Surdo Grito

Ela sabe que ama profundo
Ele sabe que gosta
Ela passa mal de vontade
Ele dá as costas
Ela mede o desmedido
Ele pensa que se importa
Ela jura não mais vê-lo
Ele ganha a aposta

Ela morre um pouco no até logo
Ele nada
Ela abre os braços na avenida
Ele calçada
Ela planeja mudar seu prumo
Ele gargalha
Ela abre seu peito, sua dor, seu rumo
Ele navalha

Ela fala de seu eu
Ele não escuta
Ela encolhe cabisbaixa
Ele nem murcha
Ela teima em cuidar
Ele descuida
Ela cai em desespero
Ele não segura.

(imagem: Francisco Brennand)

Anúncios

2 comentários em “Surdo Grito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s